"In memorian" - Lauro Candido


Foi em 2000 quando o conheci. 1° ano do ensino médio no CERA, o Laurão por três anos, lecionou inglês e espanhol. Um homem com uma bagagem cultural ímpar.

Com aquele jeito maluco, aquela gritaria que de longe a gente sabia... Lá vem o Laurão. Uma figura.

Sempre nos chamava de "vigaristas".

Quando terminei o ensino médio, comentei com ele.
- Lauro, não sabe de algum emprego? Estou procurando alguma coisa.
- Vai segunda-feira cedo no escritório vigarista. Quero ver se você sabe trabalhar. (rsrsrsrs)

Laurão foi meu primeiro patrão. Fiquei menos de um mês no escritório, pois fui trabalhar no cartório, mas esse curto período foi um enorme aprendizado.

Em 2009 tive a oportunidade de trabalhar próximo a ele novamente. Mais um grande aprendizado.

Diariamente, discutíamos sobre a política local. Ele na defesa da atual administração e eu contra. Era muito engraçado. Um verdadeiro democrata.

Após ter infartado, fiquei um bom tempo conversando com ele no escritório. Estava preocupado, pois teria que fazer uma ponte de safena. Foi a primeira vez que vi o Laurão abatido, ansioso, nervoso.

Recebi a notícia do seu falecimento (29/11/2010) com enorme tristeza. Um mestre, um grande amigo. Uma pessoa a quem aprendi a respeitar e admirar.

Descanse em paz meu amigo Lauro Candido.

(A única foto que consegui localizar. Ai esta o Laurão, na sacada do seu escritório, vendo o desfile de sete de setembro de 2009.)

Crédito da Foto: www.fiquepordentrojaguariaiva.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário